"Olhar com generosidade para os investimentos brasileiros"

O ano de Portugal no Brasil e do Brasil em Portugal pode ficar marcado pelas privatizações. Horta e Costa acredita que temos de abrir as portas.

Miguel Horta e Costa, ex-presidente da PT e vice-presidente do BESI, é o comissario do Ano de Portugal no Brasil, que decorre até 10 de Junho. Vai buscar à historia a sua ligação ao Brasil e diz que "há um Portugal inovador, jovem, que o Brasil desconhece e, quando se surpreende com esse Portugal, deslumbra-se e apaixona-se".

Em entrevista ao "Jornal de Negócios", Horta e Costa defende que é necessário conseguir que este ano "seja um contributo importante para atualização da nossa imagem no Brasil", de maneira a poderem abrir-se portas para o futuro. "Um outro objetivo é trazer investimento brasileiro para Portugal. É possível fazê-lo. Há um campo importantíssimo, que é o imobiliário", acrescenta.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG