MTI vai investir 600 milhões nas minas de Moncorvo

Depois da desistência da multinacional Rio Tinto, a MTI assinou com o Governo um contrato de concessão experimental das minas de ferro de Moncorvo. O projeto prevê um investimento de cerca de 600 milhões de euros.

A MTI - Ferro de Moncorvo, já iniciou os trabalhos com vista à elaboração do estudo do impacto ambiental, um documento fulcral para obter a concessão definitiva, diz o Público.

Em declarações ao jornal, o presidente executivo da empresa, Vítor Correia, revelou que a estimativa do investimento está na ordem dos 600 milhões de euros. Durante o período experimental, quatro anos, a MTI vai realizar estudos de avaliação do ponto de vista económico e técnico e vai ainda ser conduzida uma análise ao impacto ambiental e social do projeto, nomeadamente em aspetos relativos à exploração do minério, como o seu transporte, uma componente fundamental ao negócio.

Vítor Correia afirma que a empresa está empenhada em encontrar o melhor compromisso entre "uma solução com baixo impacto ambiental e um impacto social positivo", uma combinação determinante para obter a aprovação das autoridades.

Outros Conteúdos GMG