Mota Soares diz que o mês de março "foi o melhor dos últimos seis anos"

os cortes no Estado vão ser abaixo do previsto, situando-se nos 1,4 mil milhões, sobretudo pelo bom comportamento da Segurança Social, com a queda dos subsídios de desemprego e doença.

O semanário "Sol" escreve hoje que "foi sobretudo graças à Segurança Social que os cortes nas despesas do Estado tiveram uma redução dos 2,5 milhões de euros inicialmente previstos para os 1,4 milhões de euros que o Governo anunciou esta semana. Essa redução foi alcançada essencialmente por via de uma diminuição considerável das despesas desse ministério com os subsídios de doença e, essencialmente, de desemprego - com a taxa do desemprego a descer abaixo do estimado".

Segundo o semanário, "o ministro da tutela, Luís Pedro Mota Soares, referiu na reunião extraordinária do Conselho de Ministros que o mês de março, que por tradição é um mês muito mau, foi mesmo o melhor dos últimos seis anos em termos de criação de novos empregos. E, segundo revelou Mota Soares na reunião, houve ainda uma diminuição significativa do número de pessoas que se dirigiram aos centros de emprego. Mais, o primeiro trimestre deste ano foi significativamente melhor do que o período correspondente em 2013".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG