Ministro da Justiça alvo de buscas

Polícia Judiciária apreendeu vários documentos no Ministério da Justiça, no caso de alegado favorecimento à mulher.

O "Correio da Manhã" escreve que a Polícia Judiciária executou anteontem um mandato de busca no Ministério da Justiça. Foram apreendidos diversos documentos, no processo onde Alberto Martins, o ainda ministro da Justiça, é suspeito de ter favorecido a mulher. Ainda não há arguidos no processo, tanto mais que Alberto Martins goza de imunidade parlamentar, e a mulher, por ser magistrada do Ministério Público, também beneficia de um foro especial para poder ser investigada.

O CM sabe que a investigação, que visa o ainda titular da pasta da Justiça, está a entrar na fase final. E poderá mesmo redundar em acusação a Alberto Martins por prevaricação, caso se confirme que a mulher, a procuradora Maria da Conceição Fernades, recebeu indevidamente 72 mil euros por uma acumulação de funções desempenhadas entre 2003 e 2009, nos primeiros e segundo juízos cíveis do Porto.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG