Menores vítimas de abusos vão ser ouvidos por juiz

Os relatos das crianças sobre os alegados abusos que terão sofrido por parte do padre Luís Mendes, vice-reitor do Seminário do Fundão ficarão registados para o julgamento.

O magistrado irá recolher os depoimentos das cerca de 10 vítimas que a PJ acredita terem sido abusadas pelo padre, para memória futura, evitando assim que as crianças tenham que ser ouvidas novamente, caso o processo chegue a julgamento, diz o Correio da Manhã.

O objetivo é que os menores relatem os crimes que sofreram com o máximo de pormenores e exatidão quanto ao que se passou nos quartos do seminário. O padre, que já foi constituído arguido, está agora em prisão domiciliária na casa dos seus pais. A PJ continua a ouvir depoimentos de funcionários e ex-alunos para apurar se há mais vítimas.

A reitoria do Seminário e a Diocese da Guarda tentam que tudo volte à normalidade no estabelecimento, não fazendo comentários sobre as acusações. A maioria das pessoas da localidade não acredita que o padre tenha cometido tais crimes, afirma o CM.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG