Mais um estrangeiro com visto gold investigado pelo MP

Além do caso já conhecido do cidadão chinês, o Departamento Central de Investigação e Acção Penal está a investigar um estrangeiro de outra nacionalidade também pelo crime de branqueamento de capitais.

O "Público" escreve hoje que "o Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP) está a investigar dois cidadãos estrangeiros detentores de vistos gold por suspeitas de branqueamento de capitais. Um dos inquéritos-crime visa o cidadão chinês detido na semana passada no âmbito de um mandado de captura internacional emitido pela Interpol a pedido das autoridades chinesas, e o outro um cidadão estrangeiro de uma outra nacionalidade. Ambos viram as suas contas congeladas na sequência das investigações".

Segundo o jornal, "os inquéritos-crime foram abertos na sequência de alertas emitidos no âmbito do sistema de prevenção de branqueamento de capitais, que obriga os bancos e outras entidades, como notários ou empresas de mediação imobiliária, a comunicar à Unidade de informação Financeira 8UIF) da Polícia Judiciária determinado tipo de operações que preenchem requisitos considerados de risco".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG