Mais de 60% das câmaras ignoram lei das 40 horas

Novo horário das 40 horas semanais na função pública está em vigor desde setembro, mas em 190 câmaras ainda se trabalha com o horário antigo.

O "Diário Económico" escreve hoje que "das 308 câmaras nacionais, 190 têm os funcionários a cumprir apenas 35 horas de trabalho semanal. A lei que impõe mais cinco horas por semana a toda a função pública está em vigor desde o final de setembro, mas nem por isso os trabalhadores do poder local têm sido afetados. Lisboa, Almada, Sintra e Loures são apenas algumas das câmaras do país que recusaram o novo horário".

Segundo o jornal, "no Porto trabalham-se 40 horas por semana, mas o processo negocial ainda decorre. "Está pedida uam reunião de emergência e já preparámos uma ação judicial. A decisão de manter as 40 horas foi tomada unilateralmente pelo anterior presidente", diz Francisco Braz, presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Administração Local (STAL)".

Exclusivos

Premium

Liderança

Jill Ader: "As mulheres são mais propensas a minimizarem-se"

Jill Ader é a nova chairwoman da Egon Zehnder, a primeira mulher no cargo e a única numa grande empresa de busca de talentos e recursos. Tem, por isso, um ponto de vista extraordinário sobre o mundo - líderes, negócios, política e mulheres. Esteve em Portugal para um evento da companhia. E mostrou-o.