Maioria dos emigrantes portugues são pouco qualificados

A ideia de que a emigração é hoje feita por pessoas altamente qualificadas "é uma ilusão". Mesmo no Reino Unido, o destino que mais atrai pessoas escolarizadas, os que têm licenciatura são uma minoria.

O "Público" escreve hoje que "o Reino Unido é desde há três anos o principal destino da emigração portuguesa e os números continuam a aumentar de ano para ano. As últimas estatísticas britânicas, de 2013, revelam que chegaram ao país cerca de 30 mil portugueses, mais 50% do que no ano anterior, o que significará que cerca de um terço dos que saem de Portugal está a escolher este destino para procurar trabalho: E os mais qualificados são uma minoria. "Que a árvore não esconda a floresta. A esmagadora maioria das saídas continua a ser, tal como na década de 1960, de pessoas pobres e pouco escolarizadas", nota o investigador João Peixoto".

Segundo o jornal, "estas serão algumas das questões abordadas na conferência internacional Emigração Portuguesa Contemporânea, que terá lugar quarta e quinta-feira no Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa (ISCTE), em Lisboa, numa altura em que Portugal voltou a níveis de fluxo migratório que tinha na década de 1960: estão a sair do país cerca de 100 mil pessoas, refere o coordenador científico do Observatório da Emigração, Rui Pena Pires. "Desde a crise terão saído do país quase 400 mil pessoas", disse.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG