Mãe manda professora para o hospital

Docente esbofeteada na frente de vários alunos por mãe de um estudante que tinha repreendido na aula. Foi ao hospital com hematomas, mas não apresentou queixa.

O "Jornal de Notícias" escreve hoje que "a mãe de um aluno do 6º ano da Escola de Santa Clara, na Guarda, esbofeteou a professora de Educação Visual na frente de vários alunos. A docente perdeu os sentidos e foi assistida no hospital com hematomas no rosto. Desde quinta-feira da semana passada, dia do incidente na escola, que a professora está em casa com baixa médica. Nessa tarde, a docente preparava-se para retomar as aulas na EB 2/3 de Santa Clara quando foi abordada pela mãe de um aluno em pleno átrio do estabelecimento de ensino. A encarregada de educação, pertencente à comunidade cigana residente na cidade, quis apurar a veracidade de um episódio relatado pelo filho sobre um pretenso empurrão dado pela professora ao aluno de 12 anos e saber, em paralelo, por que razão a indisciplina, a ter acontecido, não tinha sido registada na respetiva caderneta".

Segundo o jornal, "ainda no átrio da escola, a professora, de 45 anos de idade, explicou de viva voz que durante a aula apenas tinha obrigado o aluno, puxando-o pelo braço, a sentar-se no lugar devido, depois daquele se ter negado a fazê-lo voluntariamente. A conversa resvalou para a agressão no momento em que a professora terá pousado a sua mão na mão da interlocutora e esta, na frente de vários alunos, lhe deu duas bofetadas que a atiraram ao chão e a deixaram momentaneamente inconsciente".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG