Luvas dos submarinos com rasto no Dubai

Ministério Público pede informações a offshores sobre dinheiro das comissões do negócio com o fornecedor alemão de submarinos.

O Dubai e as Bahamas, ambas paraísos fiscais, terão sido dois dos destinos offshore por onde terão circulado as luvas pagas a terceiros no negócio em que Portugal adquiriu dois submarinos a um consórcio alemão, em 2004, de acordo com o "Correio da Manhã".

O tema volta a estar na ordem do dia depois de Mário Soares ter declarado, em entrevista ao jornal "i", que Paulo Portas, atual ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, tem sido chantageado pelo Governo por causa do processo dos submarinos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG