Luvas de 20,2 milhões em contas secretas

A 30 de dezembro de 2004 e 5 de julho de 2005 a Escom UK, que assessorou o consórcio alemão na venda dos submarinos a Portuga, fez transferências milionárias para duas contas desconhecidas.

O "Correio da Manhã" escreve hoje que "no espaço de seis meses, a Escom UK, ex-sociedade do Grupo Espírito Santo que assessorou o consórcio alemão na venda dos submarinos a Portugal, transferiu 20,2 milhões de euros para duas contas bancárias desconhecidas. Em causa está o pagamento de eventuais luvas a terceiros."

Segundo o jornal, "as duas misteriosas operações são reveladas num documento que consta nos autos do inquérito do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP), ao advogado Bernardo Ayala, ex-representante do Estado no negócio dos submersíveis, que foi arquivado em junho de 2012. O documento é uma perícia efetuada pela Inteli para o inquérito à compra dos submarinos, que está em investigação desde agosto de 2006".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG