Jovens que morreram no Meco estavam com pés atados

Um elemento da Comissão de Praxes Académicas da Lusófana garante que encontrou restos de fita adesiva na praia, na manhã depois da tragédia.

Em declarações sob anonimato ao Correio da Manhã de hoje, este estudante explica que se juntou nas buscas pelos corpos, quando os seis colegas da Universidade Lusófona foram engolidos pelo mar no Meco, e que mal viu os restos de fita adesiva percebeu que estes estavam atados no momento da tragédia.

"A fita adesiva é usada na praxe, mas apenas quando os estudantes molham os pés, em pequenos lagos e fontes, para não perderem sapatos e roupa", disse o jovem ao jornal.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG