Jardim Gonçalves paga menos do que exigia o BdP

Antigo banqueiro e mais dois ex-gestores do BCP foram condenados por manipulação de mercado e vão recorrer.

O "Jornal de Negócios" escreve hoje que "o antigo presidente do Banco Comercial Português (BCP) foi condenado a dois anos de prisão com pena suspensa pelo crime de manipulação de mercado. Para beneficiar da suspensão da pena, Jorge jardim Gonçalves terá de doar 600 mil euros a dividir por duas instituições de solidariedade social. Um valor que fica aquém da coima de um milhão de euros que o Banco de Portugal aplicou ao antigo banqueiro e que este não terá que pagar, graças à prescrição das contra-ordenações que lhe eram imputadas".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG