Irmãos de 7 e 9 anos dois meses à fome na escola

Crianças foram impedidas de almoçar por causa de uma dívida de 60 euros. Mãe não tinha dinheiro e a escola deixou o problema arrastar-se.

O "Jornal de Notícias" escreve que "dois irmãos, de 7 e 9 anos, estiveram nos últimos dois meses impedidos de almoçar em escola de Lisboa devido a uma dívida de 60 euros", a história foi descoberta por acaso pelo presidente da Junta de S. José.

Dulce Rodrigues, a avó de Flávia, de 7 anos, e Felipe, de 9, a frequentarem o 2º e 3º ano, respetivamente, na Escola Básica Ducla Soares, em Lisboa "foram proibidos de comer na escola porque a minha filha não conseguiu pagar uma dívida de cerca de 60 euros pelos almoços", conta a avó das crianças ao jornal.

Segundo o Jornal de Notícias, "seguiram-se dias de angústia, com os meninos a ficarem no recreio sem comida, ou a receberem, por vezes, um pão oferecido pelas funcionárias para terem algo de comer".

O drama foi desbloqueado por mero acaso. "O presidente da junta de Freguesia de S. José, Vasco Morgado Júnior, frequentava a pizzaria onde trabalha a avó das crianças e esta contou-lhe o que se passava. O autarca contactou de imediato o vereador da Educação da Câmara de Lisboa e este falou ao diretor do agrupamento de que faz parte a escola", escreve o jornal.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG