VIH. Associação denuncia racionamento de medicação

Levantamento de dificuldades já foi enrtregue ao Ministério da Saúde, que não o divulga. GAT diz que é urgente agir: desde o ano passado receberam 276 queixas de doentes e cada vez é mais difícil marcar consultas para novos casos, denuncia Luis Mendão.

O "Jornal i" escreve hoje que "faz um ano que o Ministério da Saúde impôs novas regras para garantir a dispensa adequada de medicação a doentes com VIH/Sida, mas os problemas mantêm-se. A denúncia é do presidente do GAT - Grupo Português de Ativistas para tratamentos de VIH/Sida. Luís Mendão exige que a tutela torne público o relatório sobre as dificuldades de acesso a medicação nos hospitais, solicitado pelo secretário de Estado da Saúde Fernando Leal da Costa à Direção-Geral da Saúde no final do ano passado".

Ler mais

Exclusivos