Vale e Azevedo envolvido em burla com a esposa

Vale e Azevedo volta a estar envolvido em mais um esquema criminoso. Juntamente com a sua esposa e dois amigos franceses, utilizou falsas garantias bancárias para obter empréstimos e garantir cauções aos tribunais.

Apesar de se ter apoderado de mais de um milhão de euros, o ex-presidente do Benfica não conseguiu o golpe final porque o BPN e o BCP não caíram no engodo, noticia o Correio da Manhã.

Ao BPN queria extorquir 25 milhões e ao BCP 12,5 milhões. Além dos bancos, também os familiares, irmão, sobrinho e cunhado, foram enganados. Agora Vale e Filipa Azevedo foram acusados pelo Ministério Público, ele por oito crimes de burla qualificada e ela por coautoria.

O despacho do MP informa que o esquema começou a ser engendrado já no início de 2000.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Anselmo Borges

"Likai-vos" uns aos outros

Quem nunca assistiu, num restaurante, por exemplo, a esta cena de estátuas: o pai a dedar num smartphone, a mãe a dedar noutro smartphone e cada um dos filhos pequenos a fazer o mesmo, eventualmente até a mandar mensagens uns aos outros? É nisto que estamos... Por isso, fiquei muito contente quando, há dias, num jantar em casa de um casal amigo, reparei que, à mesa, está proibido o dedar, porque aí não há telemóvel; às refeições, os miúdos adolescentes falam e contam histórias e estórias, e desabafam, e os pais riem-se com eles, e vão dizendo o que pode ser sumamente útil para a vida de todos... Se há visitas de outros miúdos, são avisados... de que ali os telemóveis ficam à distância...