Padre acusado de 19 crimes sexuais

Luís Miguel Mendes abusou de cinco menores, nas camaratas do Seminário Menor do Fundão, durante a noite. Arguido está em prisão domiciliária.

O "Correio da Manhã" escreve que "Luís Miguel Mendes, padre e vice-reitor do Seminário Menor do Fundão, está acusado pelo Ministério Público por 19 crimes: sete de abuso sexual de menores dependentes, 11 de abuso sexual de crianças e um crime de coação sexual. A acusação foi deduzida na passada sexta-feira e o despacho diz que o padre abusou de, pelo menos, cinco menores. Quatro das vítimas frequentavam o Seminário no ano passado, na altura da detenção do vice-reitor. O outro menor é um antigo aluno".

Segundo o jornal, "a acusação refere que o padre, de 36 anos, abusou de menores sempre no interior das instalações do Seminário. Os meninos eram surpreendidos durante a noite, enquanto dormiam nas camaratas. As relações sexuais nunca chegaram a ser consumadas, mas as crianças foram sujeitas, repetidamente, a praticarem sexo oral e a masturbarem Luís Miguel Mendes. O padre deitava-se também na cama com os menores e as vítimas chegaram até a fazer vigias durante a noite para se protegerem".

Exclusivos