Investimento na rede elétrica fará preços subirem 1,7%

O regulador estimou impacto dos investimentos propostos pela REN para 2018. A ERSE diz que plano não se justifica e defende revisão.

O "Jornal i" escreve hoje que "o plano de investimentos na rede elétrica proposto pela REN (Redes Energéticas Nacionais) terá um impacto médio na subida dos preços finais de 1,7% em 2018. As contas são feitas no parecer da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) ao plano proposto pela REN para desenvolver a rede de transporte entre 2014 e 2018. O Plano prevê investimentos de 1065 milhões de euros, que deverão atingir, entre 2015 e 2017, um valor médio de 228 milhões de euros. o impacto nos preços finais em 2018 será maior para os clientes industriais, variando entre 1,8% e 2,2% para a média tensão. O impacto anual estimado para as famílias é de 1,4% num período em que Portugal está a ter dificuldades em cumprir o que prometeu á troika: eleiminar o défice tarifário até 2020".

Ler mais

Exclusivos

Premium

Opinião

Os irados e o PAN

A TVI fez uma reportagem sobre um grupo de nome IRA, Intervenção e Resgate Animal. Retirados alguns erros na peça, como, por exemplo, tomar por sério um vídeo claramente satírico, mostra-se que estamos perante uma organização de justiceiros. Basta, aliás, ir à página deste grupo - que tem 136 000 seguidores - no Facebook para ter a confirmação inequívoca de que é um grupo de gente que despreza a lei e as instituições democráticas e que decidiu fazer aquilo que acha que é justiça pelas suas próprias mãos.

Premium

Margarida Balseiro Lopes

Falta (transparência) de financiamento na ciência

No início de 2018 foi apresentado em Portugal um relatório da OCDE sobre Ensino Superior e a Ciência. No diagnóstico feito à situação portuguesa conclui-se que é imperativa a necessidade de reformar e reorganizar a Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), de aumentar a sua capacidade de gestão estratégica e de afastar o risco de captura de financiamento por áreas ou grupos. Quase um ano depois, relativamente a estas medidas que se impunham, o governo nada fez.