Governo cria entidade para fiscalizar preços dos combustíveis

A Egrep, empresa que gere as reservas estratégias nacionais de produtos petrolíferos, vai dar lugar à Entidade nacional para o Mercado dos Combustíveis. O objetivo é garantir um maior controlo e transparência do sector.

O "Diário Económico" escreve que "a Egrep, empresa que atualmente gere as reservas estratégicas nacionais de produtos petrolíferos e que chegou a integrar a lista de organismos que o Executivo pretendia eliminar ou fundir para reduzir os custos do Estado, vai passar também a fiscalizar o mercado de combustíveis".

Segundo o jornal, "o objetivo da futura Entidade Nacional para o Mercado de Combustíveis, a qual resultará do alrgamento de competências da Egrep no âmbito da sua revisão de estatutos para acomodar a última diretiva comunitária, é assegurar um maior controlo e transparência no sector. A revelação foi feita oa jornal pelo secretário de Estado da Energia, Artur Trindade. Sob o escrutínio deste organismo ficará toda a fileira dos produtos petrolíferos, desde a gasolina até ao gasóleo, passando pelo gás de botija e propano, bem como os biocombustíveis. O Governo pretende ainda transferir para este organismo a área da exploração e produção petrolífera".

Ler mais

Exclusivos