Fusão da Zon com a Optimus tem luz verde do regulador

A Autoridade Nacional das Comunicações já comunicou a não oposição ao negócio à Autoridade da Concorrência, que continua a analisar as implicações que a operação poderá ter no mercado.

O "Público" escreve que "a Autoridade Nacional de Comunicações (Anacom) já comunicou à Autoridade da Concorrência (AdC) que é favorável à fusão da Zon com a Optimus, mas teceu considerações sobre o processo e propôs remédios que evitem distorções do mercado. A junção de operações das duas companhias dará origem à segunda maior empresa do sector das telecomunicações e isso já levou a Portugal Telecom (PT), a Vodafone e a Cabovisão a constituírem-se junto da AdC como contra-interessadas na operação (ativos de voz fixa e móvel, Internet e televisão)".

Segundo o jornal, "na posição enviada à Concorrência, dando sequência ao que está estipulado na lei, a Anacom manifesta não-oposição ao negócio, mas propôe, dois remédios "muito detalhados". Esses remédios, com "questões muito específicas", têm a ver com o mercado de acesso às redes de telecomunicações".

Exclusivos