Fisco deixa prescrever 3,7 mil milhões de euros

Dívida fiscal supera os 17,8 mil milhões de euros. Do montante total em débito, mais de 3,7 mil milhões de euros são considerados incobráveis pelo Fisco.

O "Correio da Manhã" escreve hoje que "os contribuintes devem ao Fisco mais de 17,8 mil milhões de euros, montante que representa quase 11% da riqueza criada em Portugal. Dessa dívida total, mais de 3,7 mil milhões de euros correspondem a dívidas consideradas incobráveis, valor que representa um aumento de 46% em relação a 2007. O pagamento integral dessa dívida seria suficiente para impedir o enorme aumento de impostos que o atual Governo aplicou desde 2011".

Segundo o jornal, "Domingues Azevedo, bastonário da Ordem dos Técnicos Oficiais de Contas, considera que "este valor da dívida fiscal é muito elevado". E avança com uma explicação simples para o aumento das dívidas incobráveis: "O Fisco tem mais meios para fazer a cobrança, só que as pessoas e as empresas não têm dinheiro para pagar os impostos".

Exclusivos