Firma que contratou Sócrates ganha milhões com o Estado

A Octapharma faturou, entre 2005 e 2011, cerca de seis milhões de euros, num perído em que José Sócrates era primeiro-ministro.

O "Correio da Manhã" escreve hoje que "a farmacêutica suíça que contratou José Sócrates faturou, por ajuste direto com o Estado português entre 2005 e 2011, cerca de seis milhões de euros. Quando José Sócrates foi primeio-ministro, naquele período, o Hospital Curry Cabral e os centros hospitalares de Setúbal e Coimbra foram os principais clientes públicos da Octapharma, com aquisições de plasma do sangue e derivados que correspondem a mais de 50% do total".

Segundo dados do Portal da Despesa Pública, a Octapharma "fornece plasma do sangue e derivados a praticamente todos, senão mesmo todos, os hospitais públicos portugueses" e segundo o jornal "a farmacêutica suíça terá praticamente o monopólio do mercado português".

Exclusivos