desemprego dos jovens licenciados subiu 9,1%

Quadros superiores da administração pública também pertencem aos grupos onde o desemprego subiu, com acréscimo de 28,4%.

O "Jornal i" escreve hoje que "o grupo de desempregados com o ensino superior foi o que registou a maior subida entre outubro deste ano e o mesmo mês de 2012. Os últimos dados do Instituto de Emprego e Formação Profissional referem que houve um acréscimo de 9,1% nesta faixa de pessoas sem trabalho, enquanto, em contrapartida, se registou uma tendência decrescente em termos homólogos entre os que completaram o 1º, 2º e 3º ciclos do ensino básico, com - 1,4%, - 3,6% e - 5,6% respetivamente".

Segundo o jornal, "em termos relativos, e tendo também com o referência outubro de 2012, o desemprego agravou-se sobretudo no grupo dos "agricultores e pescadores de subsistência" (+30,2%), nos "quadros superiores da administração pública" (+28,4%) e nos "profissionais de nível intermédio das ciências da vida e da saúde" (+21,3%). Por outro lado, os "operadores de máquinas e trabalahdores da montagem" e os "operários e trabalhadores similares da indústria extractiva e costrução civil" apresentaram quebras substanciais, com 11,4% e - 7,4%, respetivamente".

Ler mais

Exclusivos

Premium

Rosália Amorim

"Sem emoção não há uma boa relação"

A frase calorosa é do primeiro-ministro António Costa, na visita oficial a Angola. Foi recebido com pompa e circunstância, por oito ministros e pelo governador do banco central e com honras de parada militar. Em África a simbologia desta grande receção foi marcante e é verdadeiramente importante. Angola demonstrou, para dentro e para fora, que Portugal continua a ser um parceiro importante. Ontem, o encontro previsto com João Lourenço foi igualmente simbólico e relevante para o futuro desta aliança estratégica.