Desempregados fazem de Pai Natal por 43 cêntimos/hora

Quatro desempregados foram contratados pela Associação Empresarial de Penafiel para se vestirem de Pai Natal por 43 cêntimos à hora. Os animadores, operários da construção civil, no final do mês somam 83 euros, mais subsídios de transporte e alimentação.

Os Pais Natal trabalham de segunda-feira a domingo e permanecem seis horas e meia por dia nas casinhas natalícias espalhadas pelas ruas da cidade. O trabalho consiste em distribuir balões e afeto a quem passa, notícia o Jornal de Notícias.

São operários da construção civil, atualmente desempregados, que se sujeitam a receber 83 euros por 30 dias de trabalho. Vários outros desempregados estão revoltados com a maneira como se efetuou o processo de recrutamento, pois esperavam que a notificação fosse "uma proposta séria de trabalho', diz o JN.

Nos dias 27 e 28 de novembro, o Centro de Emprego de Penafiel notificou 60 pessoas desempregadas, todas beneficiárias do subsidio de desemprego. Para espanto de todos, a maioria operários, foi-lhes proposto vestirem-se de Pai Natal. Quem aceitou continua a recebe o subsídio de desemprego, para além dos 83 euros. Os quatro Pais Natal assumem a sua tarefa com alegria, independentemente do baixo pagamento, diz o JN.

Ler mais

Exclusivos