Deputado arguido eleito para o CEJ

Ricardo Rodrigues vai ser julgado por atentado à liberdade de imprensa. Juízes e procuradores contestam escolha de um arguido para o Conselho Geral do Centro de Estudos Judiciários.

O "Correio da Manhã" escreve que o presidente do Sindicato dos Magistrados do Ministério Público, João Palma, considerou "lamentável" a eleição do deputado socialista Ricardo Rodrigues, que vai ser julgado por atentado à liberdade de imprensa, para o Conselho Geral do Centro de Estudos Judiciários (CEJ), a única escola de magistrados do País.

O presidente da Associação Sindical dos Juízes Portugueses também se mostrou "estupefacto" com a escolha do deputado que furtou gravadores durante uma entrevista à revista "Sábado", afirmando que "uma escola de formação de magistrados merecia outra atenção".

Ler mais

Exclusivos