Começou a privatização da Segurança Social

O Governo já trabalha na privatização da Segurança Social. O Ministro Pedro Mota Soares ensaia as primeiras regras de um novo regime. O debate vai começar.

Escreve hoje o jornal i que é oficial: a reforma na Segurança Social vai avançar e os privados vão ter a porta aberta.

O Governo de Passos Coelho, pela voz do ministro da Solidariedade e da Segurança Social, voltou ontem a introduzir a discussão de um tecto máximo nas contribuições e nas pensões, conhecido como plafonamento e que consiste na privatização parcial do sistema público da Previdência.

Pedro Mota Soares confirmou a adopção de um novo regime, sem especificar quando entrará em vigor. Apesar de a reforma da Segurança Social carecer ainda de estudos e debates públicos, o ministro deixou algumas pistas: "Só vai abranger as gerações futuras".

Exclusivos