Christie's pode avançar para venda direta dos Miró

O jornal teve acesso ao caderno de encargos para o leilão das obras de Miró. Caso o leilão falhe, a Christie's pode avançar para a venda direta dos quadros, mas o Estado garante no mínimo 35 milhões de euros.

O "Diário Económico" escreve hoje que "a leiloeira Christie's poderá vender diretamente qualquer das 85 obras de Miró que pertenciam ao BPN, caso não venham a ser alienados em leilão. E garante à Parvalorem, que detém a coleção, um preço mínimo de 35 milhões de euros. A possibilidade está prevista no caderno de encargos do procedimento de ajuste direto relativo ao contrato de prestação de serviço para colocação de obras de arte em leilão".

Segundo o jornal, "sabe-se agora, pela primeira vez, que afinal as obras do artista catalão poderão ser alienadas fora do leilão caso não sejam vendidas através desta opção que o Executivo tem defendido ser a que assegura maior "transparência" e "igualdade de oportunidades". O caderno de encargos refere no artigo 8 que "o prestador poderá, no prazo e condições que venham a ser acordadas, proceder á venda, fora do leilão, de qualquer bem não vendido em leilão, por preço não inferior ao preço mínimo de venda acordado, acrescido de todas as taxas ou comissões aplicáveis".l

Exclusivos

Premium

Clássico

Mais de 55 milhões de euros separam plantéis de Benfica e FC Porto

Em relação à época passada, os encarnados ultrapassaram os dragões no que diz respeito à avaliação do plantel. Bruno Lage tem à sua disposição um lote de jogadores avaliado em 310,7 milhões de euros, já Sérgio Conceição tem nas mãos um grupo que vale 255,5 milhões. Neste sábado, no Estádio da Luz, defrontam-se pela primeira vez esta temporada.