Chefe do FMI sem visto retido pelo SEF no aeroporto

Representante do Fundo Monetário Internacional na troika esteve 30 a 40 minutos retido no aeroporto enquanto aguardava a resolução do problema.

O "Correio da Manhã" escreve hoje que "Subir Lall, chefe da missão do Fundo Monetário Internacional (FMI) para Portugal, esteve retido, domingo, entre 30 a 40 minutos dentro do posto de fronteira do aeroporto de Lisboa. O membro da troika não tinha um visto válido para entrar no País".

Segundo o jornal, Subir Lall, de nacionalidade indiana, viajou ao final da tarde num voo entre Londres e Lisboa. Ao passar no posto de fronteira do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) foi-lhe solicitada a documentação. E Subir Lall entregou um passaporte das Nações Unidas, válido. Mas o visto era, segundo fonte oficial do SEF, válido apenas a partir do dia 21 (ontem). Como ainda não era dia 20, não estava legalmente habilitado a entrar em Portugal. A situação terá demorado entre 30 a 40 minutos a ser resolvida".

Relacionadas

Últimas notícias

Brand Story

Tui

Mais popular

  • no dn.pt
  • Notícias
Pub
Pub