Cancro da mama mata cinco mulheres por dia

A cada dia que passa morrem cinco portuguesas vitimas de cancro da mama. São 1800 por ano. A cada dia que passa são diagnosticados 16 novos casos. São seis mil por ano. A prevenção continua a ser a aposta.

Ao Jornal de Notícias, Vítor Veloso, presidente do Núcleo Regional do Porto da Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC), afirmou que "a incidência deste cancro aumentou muito porque há muito mais mulheres a fazerem rastreios. Apesar da mortalidade ainda ser grande, a taxa de sobrevivência é muito maior do que era". Tais declarações vêm a propósito do dia nacional de prevenção do cancro da mama, que se comemora amanha.

No IPO do Porto, os casos de cancro da mama terão registado este ano um aumento de cerca de 2%, revelou o presidente do Conselho de Administração da unidade. A aposta na prevenção continua a ser o caminho mais consensual para controlar o flagelo que todos que todos os anos mata milhões de mulheres em todo o mundo, adianta o Jornal de Notícias.

Exclusivos