"Boys" de Portas e Passos dominam a Segurança Social

Um total de 18 pessoas do PSD e do CDS foram nomeadas para cargos do instituto público

O "Correio da Manhã" escreve que "os boys do PSD e do CDS-PP dominam o poder no Instituto de Segurança Social (ISS). Nos cargos de direção dos centros distritais estão, pelo menos, 18 pessoas com ligações aos dois partidos da coligação governamental".

Segundo o jornal, com a entrada em vigor do novo Estatuto do Pessoal Dirigente da Administração Pública e da nova Lei Orgânica do ISS, "esses dirigentes foram nomeados em regime de substituição, em setembro, mas sete dessas nomeações correm o risco de ser ilegais. O ministério de Pedro Mota Soares alega que, para a cabar com os boys, é preciso acabar com os jobs".

O Correio da Manhã adianta que "as nomeções do ISS, colocaram em cargos de diretor e de diretor-adjunto nos centros distritais da Segurança Social 13 pessoas ligadas ao PSD e cinco associadas ao CDS. Por mês, um diretor distrital da Segurança Social terá um salário de cerca de três mil euros brutos".

Exclusivos