Bancos falidos pagam milhões a advogados

O BPP e o BPn pagaram 2,6 milhões de euros em serviços jurídicos ao escritório Cuatrecasas/ Gonçalves Pereira, em 2010 e 2011.

As contas estão relacionadas com a liquidação do BPP e a privatiação do BPN, escreve o "Correio da Manhã".

O Banco Privado Português pagou cerca de 2 milhões de euros, 1,4 milhões em 2010 quando foi iniciado o processo de insolvência. O Banco Português de Negócios pagou quase 600 mil euros.

O ex-comissário europeu António Vitorino, o eurodeputado Paulo Rangel )PSD) e a deputada Francisca Almeida (PSD) são associados deste escritório.