Água pode subir até 760% em algumas zonas do País

Reestruturação do setor das águas retira cobrança às autarquias, cria empresas semelhantes à EPAL e obriga à uniformização das tarifas. Há locais onde as faturas subirão oito vezes.

O "jornal i" escreve que as câmaras municipais vão deixar de cobrar a água aos seus munícipes, à semelhança do que acontece em Lisboa, onde a EPAL presta esse serviço. Outra mudança de fundo: o preço da água tenderá a ser uniforme em todo o País, cerca de dois euros e meio por metro cúbico, o que significa que haverá locais onde os consumidores passarão a pagar a água oito vezes mais cara do que atualmente.

A ERSAR terá ainda um papel idêntico ao que hoje é desempenhado pela ERSE no setor da energia, ou seja, vai fixar os preços com uma determinada periodicidade para todo o País - o que se traduz num reforço das competências enquanto entidade reguladora do setor.

O novo modelo deverá entrar em funcionamento em 2004.

Brand Story

Tui

Últimas notícias

Mais popular

  • no dn.pt
  • Notícias
Pub
Pub