402 políticos recebem pensão vitalícia

Regalia foi extinta em 2005 pelo Parlamento, mas garante direitos aos deputados num regime transitório. Em 2012, a despesa com essas pensões ascendeu a 6,2 milhões de euros, e este ano deverá crescer para os 6,4 milhões de euros.

O "Correio da Manhã" escreve na sua edição de hoje que "o número de políticos com pensão vitalícia não pára de aumentar: no final de 2012, a chamada subvenção vitalícia, que foi extinta em outubro de 2005 mas continua a ser concedida a quem já tinha adquirido esse direito, estava atribuída a 402 pessoas, uma realidade que revela um aumento de 10,4% nos últimos oito anos".

Segundo o jornal, "os relatórios da Caixa Geral de Aposentações relativos ao período entre 1994 e 2012 deixam claro que o número de políticos com pensões vitalícias começou a aumentar de forma expressiva a partir de 2005, ano de eleições antecipadas e em que foram feitos 43 pedidos. Em 2012, a despesa com essas pensões ascendeu a 6,2 milhões de euros, mas este ano deverá crescer para os 6,4 milhões de euros, segundo o Orçamento do Estado".