33 mil patrões roubam da Segurança Social

O ministério já cobrou coercivamente 475,5 milhões de euros em 2012. As notificações a empresas em dívida subiram 400%.

A Segurança Social está a notificar cerca de 33 mil empresas que estão obrigadas a pagar a taxa social única de 5% sobre os seus trabalhadores a recibo verde, por concentrarem mais de 80% da sua atividade, diz o "Jornal de Notícias" na sua edição de hoje.

Em causa estão cerca de 64.500 trabalhadores, e o pagamento de 23,8 milhões de euros correspondente aos 5% de TSU que passou a ser obrigatória com o novo código contributivo. Os números foram avançados pelo ministro Pedro Mota Soares, no debate da especialidade sobre o Orçamento de Estado para 2013.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Adriano Moreira

O populismo identitário

O tema da coincidência entre Nação-Estado foi intencionalmente considerado um princípio da organização mundial quando o presidente Wilson conseguiu a sua inclusão no estatuto da Sociedade das Nações (SdN), no fim da guerra de 1914-1918, organismo em que depois os EUA decidiram não entrar. Acontece que nação é um termo que, exprimindo de regra, em primeiro lugar, uma definição cultural (costumes, tradições, valores), tem vocação para possuir um território e uma soberania, mas o princípio da SdN não impediu a existência, hoje extinta, da unidade checoslovaca, nem que, atualmente, o Brexit advirta que um eventual problema futuro para o Reino Unido está no facto de não ser um Estado-Nação, e identidades políticas, provavelmente duas ou mais nações, suas componentes, são europeístas.

Premium

Margarida Balseiro Lopes

Legalização do lobbying

No dia 7 de junho foi aprovada, na Assembleia da República, a legalização do lobbying. Esta regulamentação possibilitará a participação dos cidadãos e das empresas nos processos de formação das decisões públicas, algo fundamental num Estado de direito democrático. Além dos efeitos práticos que terá o controlo desta atividade, a aprovação desta lei traz uma mensagem muito importante para a sociedade: a de que também a classe política está empenhada em aumentar a transparência e em restaurar a confiança dos cidadãos no poder político.