Inquéritos a crimes de corrupção disparam 38%

Entre 2010 e 2013, investigações abertas no distrito de Lisboa passaram de 222 para 308. taxas de acusação ainda abaixo dos 20%. Corrupção e fraudes contra o Estado ascendem a 233 milhões de euros.

O "Diário Económico" escreve hoje que "o número de investigações abertas a crimes de corrupção no distrito de Lisboa - onde o peso desta criminalidade é maior - subiu 38% em três anos. Dados ontem divulgados pela Procuradoria Geral Distrital de Lisboa (PGDL) mostram que o número de inquéritos abertos entre 2010 e 2013 subiu 222 para 308, mais 38%".

Segundo o jornal, esta é "uma subida que não espanta os responsáveis do Ministério Público, não só porque a PGR apertou o cerco e reforçou os meios de combate a este crime, mas também porque era expectável que a crise económica trouxesse um aumento desta criminalidade, sobretudo na administração pública, como previram maria José Morgado e Cândida Almeida".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG