INPI autorizou vinho com o nome de Salazar

O vinho, de nome 'Terras de Salazar', foi já aprovado em 2011, no entanto, nunca chegou ao mercado porque o seu proprietário terá falido.

Ao contrário do que aconteceu com o vinho 'Memóprias de Salazar', que foi rejeitado em outubro pelo Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI), a nova marca, 'Terras de Salazar', foi aprovada pelo mesmo organismo público. Ainda assim nunca conseguiu chegar ao mercado, notícia o jornal I.

O presidente da Câmara de santa Comba Dão tinha iniciado em março o processo para registar a marca 'Memórias de Salazar'. O pedido foi recusado por ser suscetível de "ferir a consciência coletiva", diz o I. Posto isto, o autarca de Santa Comba Dão quer fazer uma nova proposta, que contenha sempre o nome de Salazar.

Quando confrontado com o facto de o INPI ter aprovado, no ano passado, um outro vinho com o nome de Salazar, 'Terras de Salazar', depois de ter rejeitado o seu, o autarca afirmou ter conhecimento desse facto, alegando que o produto nunca chegou ao mercado por dificuldades financeiras do proprietário.

Exclusivos

Premium

Flamengo-Grémio

Jesus transporta sonho da Champions para a Libertadores

O treinador português sempre disse que tinha o sonho de um dia conquistar a Liga dos Campeões. Tem agora a oportunidade de fazer história levando o Flamengo à final da Taça Libertadores para se poder coroar campeão da América do Sul. O Rio de Janeiro está em ebulição e uma vitória sobre o Grémio irá colocar o Mister no patamar de herói.