Homem rapta jovem e exige resgate de 70 mil euros

Jovem estava vendada e amarrada na mala de um carro em Loures. PJ resgatou-a, debilitada, ao fim de 24 horas de cativeiro. O raptor foi preso e vai hoje a tribunal.

O "Correio da Manhã" escreve hoje que "foram 24 horas de terror para uma jovem universitária que foi raptada, amarrada e vendada durante 24 horas. O sequestrador queria dinheiro e pediu 70 mil euros de resgate à família - o pai da vítima é um coronel de carreira e a mãe trabalha num ministério. A PJ acredita que quando encontrou a jovem em Loures, vendada e amarrada na mala de um carro, esta corria risco de vida. Para a Judiciária, como a vítima conhecia o sequestrador e podia identificá-lo, este poderia ter de a matar para não ser apanhado".

Segundo o jornal, "o rapto, à moda do Brasil, começou pelas 21.00 de sexta-feira, quando a jovem deu boleia ao homem, na casa dos 30, porque o conhecia. Trabalharam juntos num bar, atividade que a jovem mantinha esporadicamente para fazer face aos seus gastos pessoais. Após sequestrar a jovem o homem começou a telefonar para a família a pedir um resgate, acabando a PJ por conseguir localizar as chamadas e prender o raptor junto ao carro onde estava a jovem".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG