Há cada vez mais mulheres a sustentar a família

Percentagem de mulheres responsáveis pelo sustento da família disparou de 2% para 16,5% em oito anos.

O "Público" escreve que "em apenas oito anos, a percentagem de casais em que a mulher assume o sustento da família disparou de 2% para 16,5% em Portugal. "Uma alteração drástica e rápida" que, de acordo com a socióloga Sofia Aboim, é especialmente significativa por não ser desejada, mas sim imposta pela crise, afetando, sobretudo, os casais mais velhos. Como é que os homens encaram esta mudança? Segundo a socióloga, "o facto de um número crescente de mulheres assumir o papel de 'ganha-pão' é uma novidade que torna ainda mais evidente a necessidade do estudo qualitativo (já em curso) sobre o impacto do desemprego masculino na sociedade portuguesa".

Segundo a psicóloga, Já temos a noção de que o desemprego afeta os homens de maneira diferente, consoante têm menos ou mais de 45 anos de idade (...) mas é entre os homens mais velhos que mais perturbações causa (...) não existem resultados definitivos, mas é evidente que alguns sofrem um forte abalo na sua auto-estima, por a masculinidade estar tradicionalmente muito ligada ao sustento da família".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG