Greve geral com menos serviços mínimos que no passado

Dos comboios aos aviões, os serviços considerados obrigatórios para amanhã serão mais reduzidos do que em anteriores paralisações. Arménio Carlos conta com grande adesão, quer no setor público quer no privado.

Só amanha será possível avaliar os impactos da greve convocada pela CGTP, mas os serviços mínimos que foram decretados deixam antever constrangimentos mais fortes do que em paralisações anteriores. Em alguns setores, a operação considerada obrigatória nos acórdãos dos diferentes tribunais arbitrais do Conselho Económico e Social ficou ainda mais limitada.

De acordo com o "Público", nos correios, por exemplo, decidiu-se não garantir a abertura de nenhuma estação, ao contrário do que aconteceu em anteriores greves gerais. Já na CP ficaram assegurados 145 comboios, contrariamente a 191 em dias semelhantes passados.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG