Governo vai aumentar horas de aulas dos professores

O executivo está a preparar o aumento de trabalho dos professores, que passará de 35 para 40 horas semanais. Os sindicatos estimam que este aumento leve à redução de 15 mil docentes.

O Governo quer alargar a carga horária letiva dos professores que estão nos quadros da Função Pública, cujo objetivo passa por aumentar o número de horas de aulas deste grupo de professores dos quadros (cerca de 120 mil), reduzindo assim o número de docentes contratados, notícia o Diário Económico.

Vítor Gaspar, ministro das Finanças, manifestou, em novembro, a intenção de rever a organização e tempo de trabalho na Administração Pública, à qual os professores não deverão ficar isentos. O governo está a estudar várias hipóteses para o aumento do horário dos funcionários, mas os sindicatos temem o alargamento das atuais 35 horas para as 40 horas semanais, à semelhança do que aconteceu com a carreira médica.

O dirigente da Fenprof afirmou ao Diário Económico que, caso venha a ser aplicado "o aumento das cinco horas semanais aos professores, vão ser reduzidos 15 mil postos de trabalho".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG