Governo obrigado a corrigir Orçamento que só tem três dias

A nova contribuição extraordinária de solidariedade exigirá um orçamento rectificativo. O corte poderá começar a partir dos 1000 euros e arrisca-se a voltar ao Constitucional escreve hoje o jornal Público.

Três dias após a sua entrada em vigor, o Governo terá de avançar rapidamente com alterações ao Orçamento do Estado (OE) para 2014.

Segundo o jornal Público o documento vai incluir a nova configuração da contribuição extraordinária de solidariedade (CES), que deverá afectar todas as pensões a partir dos 1000 euros, e reflectir o aumento da despesa com as reformas dos funcionários públicos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG