Governo estuda venda em bolsa da área seguradora da CGD

Há dois grupos interessados na aquisição, mas, se as propostas não agradarem, a alternativa será a dispersão de capital em bolsa, tal como aconteceu na semana passada com a privatização dos CTT.

O "Público" escreve hoje que "depois de ter feito passar a privatização dos CTT pelo mercado de capitais, o Governo e a CGD não excluem agora seguir idêntica solução na Caixa de Seguros (Fidelidade, Multicare, Seguros de Saúde, Cares, Companhia de Seguros), dispersando em bolsa a larga maioria do capital da empresa. A solução, porém, só avançará se as propostas dos grupos selecionados para apresentarem ofertas de aquisição da holding seguradora do Estado, a Apollo Global Management e a Fosun International, não forem interessantes e credíveis".

Segundo o jornal, "os dois concorrentes à fase final do concurso de privatização da Caixa Seguros, o fundo de investimento norte-americano Apollo Global Management e a chinesa Fosun International, dispõem de mais uma semana, até 16 de dezembro, para avançarem com ofertas firmes".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG