Farmácias vão receber receitas por via informática

MInistério da Saúde prepara diploma que pretende que as receitas dos médicos cheguem às farmácias por via informática. Medida visa evitar e detetar fraudes com a venda de remédios.

O "Público" escreve que "um ano depois da generalização da prescrição eletrónica de medicamentos, tento no sector público como no privado, o MInistério da Saúde prepara-se para dar um segundo passo e prevê que até ao final do ano seja possível que o utente se apresente numa farmácia sem qualquer papel e que o farmacêutico consiga ver as receitas médicas que ainda não aviou".

Segundo o jornal, "a medida faz parte do processo de desmaterialização total da prescrição e dispensa de medicamentos em que o ministério de Paulo Macedo tem vindo a trabalhar. A comunicação eletrónica vai facilitar que os médicos justifiquem tecnicamente o que prescrevem e, pelo contrário, vai dificultar as situações de fraude ou, pelo menos, fazer com que sejam mais facilmente identificadas. Isto numa altura em que o o ministro da Saúde estima que as fraudes em investigação no sector ultrapassem os 130 milhões de euros".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG