Estado perde 32 milhões com negócio de Duarte Lima

Empresa pública compra créditos dados pelo BPN ao fundo usado pelo ex-deputado do PSD para o negócio em Oeiras.

A compra de terrenos em Oeiras promovida por Duarte Lima, através do Fundo Homeland, deu prejuízo de 32 milhões de euros ao Estado. E por uma simples razão, diz o Correio da Manhã: no início deste ano, a Parvalorem, empresa pública criada para acolher os ativos tóxicos do BPN, comprou ao BIC. novo dono desse banco, os créditos concedidos pelo BPN ao Fundo Homeland.

Por causa desse negócio, o Ministério Público já acusou o ex-deputado do PSD de seis crimes, entre os quais burla qualificada e branqueamento de capitais.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG