Estado abandona 12 mil pessoas por mês

Governo cobra cada vez mais e distribui cada vez menos: IRS subiu 35,5%, custo de vida 20% mas os apoios caiem quase 7%.

O "Jornal i" escreve hoje que "ontem sairam novos dados da Segurança Social que deixaram evidente o caminho que o Governo continuou a percorrer o ano passado: entre janeiro de 2013 e janeiro de 2014, a rede de segurança do Estado foi alvo de mais cortes ajudando cada vez menos gente, isto apesar de os impostos sobre os cidadãos que financiam esta rede de segurança serem cada vez mais elevados - só a receita do IRS aumentou 35,5% no ano passado".

Segundo o jornal, "considerando o total dos cortes nas prestações, nota-se que, desde janeiro de 2013 a janeiro deste ano, 144,2 mil residentes em Portugal perderam pelo menos um apoio do Estado, uma redução de 6,5% - ou menos 12 mil pessoas por mês. Num ano, Portugal passou de 2,23 milhões de beneficiários de apoio ao desemprego, abono de família, doença, parentalidade, RSi ou CSi, para 2,09 milhões".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG