Empresas ganham tempo para certificar faturas

As empresas que usam programas de faturação desenvolvidos internamente, mas a que falta o aval das Finanças vão ter até Julho para o corrigir. Alargamento do prazo evita multas de milhares de euros.

O "Jornal de Negócios" escreve hoje que "o Governo alargou o prazo para as empresas - entre as quais se destacam os hipermercados - adaptarem os seus sistemas internos de faturação às novas regras. O prazo-limite passou para 1 de julho de 2014 e evita que as empresas em causa incorram em multas que podem ascender a 37,5 mil euros. Não é a primeira vez que o prazo é alargado. Desta vez, foi o próprio fisco que reconheceu não ter capacidade para respeonder a todos os pedidos de certificação".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG