Discutir saída do Euro já não é tabu para PSD e CDS

Pires de Lima defendeu que vale a pena discutir a saída do Euro. Ângelo Correia diz que moeda única tem sido causadora de muitos problemas.

O "jornal i" escreve hoje que "falar sobre a saída da moeda única é cada vez menos tema tabu para o CDS e para o PSD. Ontem, o presidente do Conselho Nacional centrista defendeu que além do caminho do Governo, a saída do euro "é a única alternativa que vale a pena estudar e aprofundar". Uma posição que os centristas não defendem oficialmente, mas que começa a fazer caminho mesmo dentro da área política dos partidos que apoiam o Governo. Ao jornal, Ângelo Correia diz que é uma discussão que vale a pena fazer até porque o euro é em parte causador "dos problemas que hoje vivemos".

Segundo o jornal, "a saída do euro é defendida por alguns economistas de esquerda, mas com o agudizar da crise e com a resposta das instituições europeias, a discussão começa a ser mais transversal. Pires de Lima falava ontem na Antena 1 sobre a conferência promovida por Mário Soares e, apesar de referir que defende o caminho seguido pelo Governo, disse: "a única alternativa que eu vejo é a saída do euro, mas não vi ninguém na Aula Magna (local onde decorreu a conferência) propor essa medida essencial, porque essa é que poderia ser uma conclusão. A conclusão de que a moeda única está a fraturar a Europa, não funciona e é em si mesma um fator responsável pela crise económica, pela crise social, pelo desemprego que os países do sul da Europa estão a viver". E concluiu que esta sim é "a única alternativa que vale a pena estudar e aprofundar".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG