Dinheiro da troika para banca retido até exames do BCE

A parte do empréstimo externo dedicada aos bancos vai continuar guardada até praticamente o fim do ano. Restam cerca de seis mil milhões de euros.

O "Jornal de Negócios" escreve hoje que "os seis mil milhões de euros que restam do apoio reservado pela troika para a banca vão manter-se sem utilização, pelo menos até que esteja concluída a avaliação do Banco Central Europeu ao sector. Esta é a vontade do Governo, de forma a haver recursos disponíveis para fazer face à eventualidade de um banco precisar de mais apoio do Estado, funcionando ainda como garantia contra possíveis surpresas".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG