Despedimentos coletivos superam dois últimos anos

No passado, 1129 empresas recorreram a esta forma de despedimento (mais 76% do que em 2011), atirando para o desemprego 10 488 trabalhadores. Um aumento de 60% face ao ano anterior.

Nunca como em 2012 tantas empresas recorreram a despedimentos coletivos e nunca tantos trabalhadores foram afetados. No ano passado, 1129 empresas recorreram a esta forma de despedimento (mais 76% do que em 2011), atirando para o desemprego 10 488 trabalhadores, um aumento de 60% face ao ano anterior.

De acordo com a edição de hoje do jornal "Público", estes números também contribuíram para a destruição de 200 mil postos de trabalho no espaço de um ano e para o aumento da taxa de desemprego que, no final de 2012, chegou aos 16,9%.

De acordo com os dados da Direção-Geral do Emprego e das Relações do Trabalho, ontem disponibilizados na Internet, o número total de trabalhadores despedidos no ano passado ultrapassou em 460 o total de despedimentos coletivos efetuados em 2010 e 2011.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG