Deputada apanhada com álcool ficou doente uma semana

A deputada socialista Glória Araújo, que foi apanhada a conduzir com excesso de álcool, ficou doente durante uma semana. Foi essa a forma com que a parlamentar do PS justificou as três faltas que deu ao plenário na semana a seguir à polémica detenção.

Glória Araújo deu, ao todo, quatro faltas. A primeira no dia em que foi detida pela PSP com 2,41 gramas de álcool por litro de sangue, que não justificou. As outras três faltas ao plenário aconteceram na semana a seguir à polémica e a deputada socialista já as justificou com o argumento de que esteve doente.

Glória Araújo completou 37 anos a quatro de janeiro e, de acordo com os registos do Parlamento, só voltou a marcar presença numa reunião plenária no dia 16, quanto o assunto já tinha arrefecido. O jornal "i" tentou saber junto da Assembleia da República se a deputada apresentou algum atestado médico, mas não foi possível obter resposta. Os deputados não são, porém, obrigados a apresentar atestado médico, embora "normalmente o façam quando dão muitas faltas seguidas", explicou um deputado ao jornal.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG